» Matéria

MATÉRIA

 
ESCOLA DO LEGISLATIVO
Língua de sinais e educação de surdos debatidas no AL Inclusiva
Vanessa Lopez - MTB 7525 - 10:41 - 13/12/2010
Vinícius Martins é tradutor-intérprete de Língua de Sinais
Vinícius Martins é tradutor-intérprete de Língua de Sinais
O último AL Inclusiva de 2010 tratou do tema Língua de sinais e educação de surdos: aspectos culturais e linguísticos na tarde de sexta-feira (10), na sala de reuniões do Fórum Democrático. O convidado Vinícius Martins, que é tradutor-intérprete de Língua de Sinais e coordenador do Curso de Tradução/Interpretação de Língua de Sinais do Instituto de Pesquisa em Acessibilidade (Ipesa) da Ulbra, trouxe, entre outras coisas, diferenças culturais entre ouvintes e surdos. “A inclusão é bem mais do que fazer um curso de Libras”, alertou o painelista. A atividade gratuita foi promovida pela Escola do Legislativo Deputado Romildo Bolzan.
 
“Um bom tradutor precisa ter bagagem cultural”, apontou o especialista. “Nenhuma tradução é igual a outra, mas a mensagem deve ser a mesma”. Martins contou que no Rio Grande do Sul há 400 mil surdos e 15 escolas especiais.

Entre os temas abordados estiveram a Língua Brasileira de Sinais (Libras) – como aprender e ser bilíngue; o sujeito surdo e sua multiculturalidade; a estrutura da Libras, suas particularidades e diferenças da Língua Portuguesa; legislação referente a Libras e suas aplicações; o papel do intérprete de Libras e a escola especial; sociedade inclusiva e escola inclusiva; leitura labial e implante coclear; além de dicas de materiais online para estudos da Língua de Sinais.
 
AL Inclusiva
 
AL Inclusiva é uma proposta que visa a trabalhar a inclusão das pessoas com deficiência, com enfoque na cidadania. Os temas são abordados dentro do universo da Assembleia Legislativa por meio de bate-papos, oficinas, palestras e cursos, com o objetivo de ampliar o reconhecimento da diversidade humana e de suas necessidades específicas. “Este tipo de iniciativa ajuda a aproximar a população do Parlamento, dentro de uma proposta de formação de cidadania”, analisa o presidente da Escola do Legislativo, deputado Adão Villaverde (PT). O projeto propõe, ainda, que a temática seja pensada e analisada também pelos servidores da Assembleia. A primeira edição aconteceu em 27 de agosto.
 
Indicar Matéria
Versão de Impressão
BlogThis

OUTRAS MATÉRIAS

  outubro/2020

  setembro/2020

  janeiro/2020

  novembro/2019

  outubro/2019

  agosto/2019

  julho/2019

  maio/2019

  fevereiro/2019

  janeiro/2019

  dezembro/2018

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Escola do Legislativo Dep. Romildo Bolzan - (51) 3210-1167 - escola.legislativo@al.rs.gov.br
Login