Menu da Agência de Notícias







Facebook Assembleia RS

TV

Terezinha Irigaray recebe Medalha de Deputada Emérita em Sessão Solene no Plenário 20 de Setembro

Rádio

 
COMISSÃO DE CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS
10/12/2018 15:44
AGENDA DA ASSEMBLEIA
10/12/2018 7:30
PERFIL PARLAMENTAR 2019
07/12/2018 15:55
GRANDE EXPEDIENTE
Assembléia homenageia os 60 anos do Jornal Pioneiro de Caxias do Sul
Luiz Osellame | Agência de Notícias - 14:02-05/11/2008 - Edição: Rejane Silva MTB 6302
O deputado Alberto Oliveira (PMDB) utilizou o período do Grande Expediente para homenagear os 60 anos de fundação do jornal Pioneiro, de Caxias do Sul. Oliveira destacou o papel dos fundadores do jornal e a importância deste veículo de comunicação para a Serra gaúcha e para o Rio Grande do Sul.
 
Oliveira iniciou a sua fala dizendo que Caxias do Sul é uma grande cidade, caminho de tropeiros e ocupada por índios, Campo dos Bugres, como foi inicialmente chamada, recebeu a partir de 1875 famílias de imigrantes italianos, camponeses da região do Vêneto, que buscavam um novo horizonte, uma nova vida, uma nova pátria.
 
Os primeiros colonos italianos e seus descendentes, pela grandeza de sua coragem e de seu espírito desbravador, transformaram Campo dos Bugres em Colônia de Caxias, e a Colônia de Caxias em município e cidade, a nossa Caxias do Sul.
 
E esta cidade do Rio Grande do Sul, a pérola das colônias, como foi carinhosamente definida, cresceu, mostrando a força e a qualidade do trabalho de seu povo, formado hoje por descendentes de diversas raças, que ao longo do tempo foram sendo acolhidos pelos italianos e com eles desenvolveram Caxias do Sul e a região.

Oliveira destacou que Caxias é grande em seu parque industrial, metal-mecânico em especial,  na diversificação de seu comércio, no turismo, no ensino e na qualificação profissional com sua universidade,  e nas opções de lazer e cultura, que inclusive a fazem hoje capital nacional da cultura, e sobretudo, é grande no trabalho, na fé, no amor à família e na capacidade empreendedora de sua gente, seu maior patrimônio.
 
Oliveira destacou que, com sua grandeza, Caxias do Sul faz parte de uma das mais desenvolvidas regiões de nosso país, a Serra gaúcha.
 
Retrato fiel desse espírito forte e empreendedor que caracteriza a Serra Gaúcha e Caxias do Sul, o jornal Pioneiro completou no dia de ontem, 04 de novembro de 2008, 60 anos de atividades.
Foi este sentimento, de que é preciso sempre avançar, que permeia a comunidade da Serra, que levou um grupo de 54 pessoas, tendo à frente o deputado do partido de representação popular Luiz Compagnoni, a criar um jornal em 04 de novembro de 1948.

E ainda que a história registre que o jornal Pioneiro foi criado, inicialmente, com objetivos políticos e com uma orientação partidária, evoluiu para uma postura mais independente e passou a representar a vida e os anseios da comunidade.
 
Nasceu às vésperas dos 75 anos da colonização italiana, e tanto é verdade que constituía-se em um porta-voz da comunidade, que já em 30 de dezembro de 1948 lançou a idéia da construção de um grande monumento em homenagem aos colonizadores da Região da Serra.

Como resposta a uma iniciativa da qual o jornal Pioneiro foi parte decisiva, em 1954 o presidente Getúlio Vargas inaugurou o monumento ao imigrante, que permanece até hoje, registrando na pedra, às margens da BR 116, o nome dos homens e mulheres que corajosamente iniciaram o desenvolvimento daquela região, os pioneiros da imigração italiana.
         
Sua vocação para jornal da comunidade, comprometido com as necessidades de caxias do sul e da região existiu, de alguma forma, desde sua fundação e permanece até os dias de hoje, parceiro no desenvolvimento econômico e social destas comunidades.
 
Exemplo bem atual desta parceria são os cadernos semanais  almanaque, casa e cia, saúde, sete dias e cadernos especiais, que tratam com profundidade temas de interesse da população, assim como o dia-a-dia do jornal, sempre ligado aos acontecimentos locais.
 
Oliveira afirmou que, ainda nos primeiros tempos do jornal, quando a sociedade brasileira  não contava com uma legislação que garantisse segurança no trabalho e oportunidades de mercado à deficientes físicos, o jornal Pioneiro utilizava a mão-de-obra de trabalhadores da Eberle, vítimas de acidente de trabalho, que por força da mutilação, não tinham mais atividades naquela indústria.
 
Outra iniciativa memorável do jornal Pioneiro foi a campanha para correção do solo na região de Caxias do Sul, através da pesquisa e trabalho de agrônomos, encampada pelo jornal, buscando solução para uma questão muita séria, na época, a preferência por outras regiões mais férteis para agricultura e vitivinicultura.
 
Sob a denominação de O Pioneiro circulou como semanário até 1975, ano do centenário da imigração e colonização italianas, quando passou a circular com edições bissemanais. em 1981, sob a administração de Bernardino Conte e de seu filho Régis Luiz Conte, tornou-se diário, iniciando uma nova e criativa fase na história do jornal.
 
O jornal Pioneiro começou então a contar com colunas de jornalistas do centro do país, como Joelmir Beting e José Simão, ao mesmo tempo em que passou a fazer coberturas diretas, com jornalistas setoristas do Pioneiro, cobrindo assuntos de política, esporte e eventos diretamente do local, sem perder, no entanto,  a característica de retratar os acontecimentos da comunidade e as ações de interesse direto dos municípios da região. O Pioneiro entra na fase em que passa a oferecer a seus leitores notícias importantes do Brasil e do mundo, notícias da capital e notícias de Caxias do Sul e dos municípios vizinhos.
 
O leitor da Serra gaúcha passa a ser bem informado com o seu jornal local, o jornal Pioneiro.

Isto é um fato digno de registro quando a Assembléia Legislativa presta sua homenagem a um jornal do interior do estado, mas foi possível e continua sendo com esse senhor de 60 anos de idade com alma de jovem empreendedor, o jornal Pioneiro.           
              
Foi o primeiro jornal do interior do estado filiado ao IVC – Instituto Verificador de Circulação, 2º jornal do estado em off set, alcançou neste período, década de 80, tiragens de até 15 mil jornais, com um quadro de funcionários e colaboradores por volta de 200 pessoas.
 
Estamos falando de um período de memoráveis coberturas de Festas da Uva, com jornalistas de todo o país hospedados no Pioneiro, integrados com o trabalho dos jornalistas locais; estamos falando da cobertura da Guerra das Malvinas, com notícias antecipadas graças a facilidade de fechamento do jornal, que segurava sua impressão até o final da madrugada, quando noticiava em primeira mão os últimos acontecimentos na tumultuada Argentina.
 
E estamos falando de um jornal que ampliou a abrangência de suas matérias e notícias, sem jamais perder a característica de jornal da comunidade, que defende os interesses dos cidadãos da região e se preocupa com seu desenvolvimento, tornando-se leitura obrigatória para todos da região.
 
Estamos falando do jornal que noticiou, em 1953, a criação da Petrobrás; que em 1967 registrou, numa manchete histórica, a instalação da Universidade de Caxias do Sul: gigantesco passo à frente no caminho da cultura - que anunciou, em 1970, os estudos para duplicação da BR 116 e em 1984, a duplicação da RS 122, entre Caxias e Farroupilha; que já em 1981 transcrevia as dificuldades do setor vitivinícola com o preço mínimo da uva estabelecido pelo governo; que cobriu, em 1985, a vitória de Tancredo neves no congresso nacional e em 1988, a promulgação da nova Constituição Federal; estamos falando do jornal que homenageou seus leitores com a qualidade da matéria em comemoração aos 120 anos da imigração italiana, em 1995; que noticiou a inauguração do Hospital Geral, marco em saúde para a região, em 1998 e que em 1999 festejou, em suas matérias a trajetória do Juventude até sagrar-se Campeão da Copa do Brasil e em 2000, o campeonato gaúcho, vencido pelo Caxias derrotando o Grêmio, entre tantas outras importantes notícias nestas 6 décadas, como as coberturas de Fenavinho, Fenachamp, Fenavindima, Fenakiwi, Festiqueijo, Festa da Uva, grandes eventos da nossa Serra gaúcha, de âmbito nacional e internacional.
           
E com este compromisso, de seguir com estreita vinculação com as comunidades a que serve, o jornal Pioneiro passou ao controle do grupo RBS em fevereiro de 1993.
 
Tendo à frente Luiz Fernando Zanini o jornal reafirma, através de sua linha editorial, o compromisso com o público, a crença na democracia representativa, na economia de mercado, na livre iniciativa, na liberdade de expressão e no comprometimento direto com as questões regionais.
 
O grupo RBS, formado por uma plataforma multimídia que inclui 18 emissoras de tv aberta, 2 emissoras tv comunitária, canal rural, 26 emissoras de rádio, 2 portais na internet, 1 editora, 1 gravadora, 1 empresa de logística, 1 empresa de marketing, 1 fundação, 8 jornais e que no dia de hoje transmitiu o Jornal do Almoço em sinal digital, marco tecnológico em comunicação,   com ideais visionários, assumiu o controle do jornal em 1993 e mantém até hoje o propósito de representar a voz das comunidades dos 64 municípios com cuja circulação o jornal pioneiro abrange.
 
A característica de ser porta-voz daquela região permanece se realizando nas ações do jornal pioneiro, que entre outras iniciativas, realizou, já no final de 1994 o fórum do desenvolvimento, que reuniu em Caxias do Sul deputados federais e estaduais eleitos pela região e que, utilizando-se das manifestações da população feitas através do jornal, puderam conhecer as prioridades regionais, que foram transformadas em documento e compromisso.
 
Também foi iniciativa do jornal a campanha Ajudar todo Mundo Pode, que arrecadou toneladas de alimentos, roupas e utensílios distribuídos a pessoas e entidades carentes.
 
E assim poderia citar inúmeras atividades desenvolvidas, incentivadas ou apoiadas pelo jornal, diretamente ligadas ao desenvolvimento econômico e social de Caxias do Sul e de toda a região, comprovando o caráter regional e participativo do jornal pioneiro, que aparece também na positiva e incansável cobrança que faz dos grandes temas e das questões importantes para caxias e para os municípios da serra, como a construção do novo presídio, ou a Rota do Sol, ou então as reivindicações do setor vitivinícola, moveleiro e metal-mecânico, o estado de conservação das rodovias da região, responsáveis por transportar o progresso.
 
Oliveira disse que o  Jornal Pioneiro é um grande jornal, com tiragem de 25 mil exemplares durante a semana e de 33 mil exemplares nos finais de semana, e por que grande, com certeza formado por profissionais qualificados, comprometidos com a informação correta, que fizeram e fazem o jornal pioneiro. lembramos alguns nomes, e neste gesto, homenageamos todos os quase 400 funcionários e colaboradores: Dr. Elvo Janir Marcon – primeiro diretor e um dos 54 fundadores;
Mário Gardelin, colaborador desde 1948; José Machado, primeiro jornalista com diploma; Bernardino e Régis Luiz conte; Jimmy Rodrigues, jornalista; Paulo Gargione e Margot Sauer, colunistas; Luiz Fernando Zanini, gerente quando da incorporação pelo grupo RBS e Roberto Nielsen, atual editor chefe.
 
Oliveira frisou que Caxias do Sul é ma grande cidade, numa grande região, a Serra Gaúcha, formada por importantes  municípios.
 
Temos a nossa universidade, a Universidade de Caxias do Sul (UCS), que estende seu Campus por diversos pontos do Rio Grande e, como não poderia deixar de ser, temos um grande jornal, o jornal da nossa região,  resultado do trabalho de seus profissionais, reproduzindo e reforçando a predestinação para o desenvolvimento, pois o destino da Serra Gaúcha é o desenvolvimento, sustentado pelos valores de fé e amor ao trabalho e à família,  legado deixado pelo colono pioneiro e que está presente no jornal que leva este nome e que completa 60 anos rumo ao futuro, o nosso jornal  Pioneiro, a quem rendemos nossa homenagem.
              
O deputado Alberto Oliveira foi aparteado no período do Grande Expediente pelos deputados Alexandre Postal (PMDB), Marisa Formolo (PT), José Sperotto (DEM), Francisco Appio (PP), Zilá Breitenbach (PSDB), Kalil Sehbe (PDT), Miki Breier (PSB), Luciano Azevedo (PPS) e Cassiá Carpes (PTB).                 
               
                 
                 
             
 

 
Versão de Impressão

Últimas Notícias

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul - Agência de Notícias
Praça Marechal Deodoro, 101 Térreo - Centro - Porto Alegre RS - Cep 90010-300 - Email: redacao@al.rs.gov.br - Telefone (51) 3210 2555 - Fax: (51) 3210 1226