Menu da Agência de Notícias






TV

TRE começa distribuição de mais de 30 mil urnas para as eleições deste domingo

Rádio

ASSEMBLEIA EM DIA
23/10/2014 18:00
ASSEMBLEIA EM DIA
22/10/2014 18:00
CULTURA
22/10/2014 15:58
BRIGADA MILITAR
Santini defende projeto de alterações no CVMI no Comando Geral da BM
Ederson da Rocha - MTE 13365 | PTB - 13:46-25/06/2013 - Foto: Paulo Roberto Paz Ortiz
Reunião no Comando Geral tratou de alterações no CVMI
Alterações na legislação referente ao Corpo Voluntário de Militares Estaduais Inativos (CVMI) da Brigada Militar foi o tema da reunião ocorrida na manhã da quinta-feira (20) no Comando-Geral da Corporação. O chefe do Estado-Maior da Brigada Militar, coronel Alfeu Freitas Moreira, recebeu uma comitiva formada pelo deputado estadual Ronaldo Santini (PTB); subchefe parlamentar da Casa Civil, Cézar Martins; vereador de Cachoeira do Sul e policial militar da reserva, Sérgio Moura Frankini; tenente João Carlos Pedroso de Oliveira, representante da comissão de estudo da proposta de mudanças na lei do CVMI; e alguns brigadianos do Corpo Voluntário de Inativos.
 
O tenente João Carlos Pedroso entregou ao coronel Freitas uma cópia do documento com as alterações pleiteadas pelo CVMI, que inclui o pagamento de hora-extra, diária e hora-aula para instrutores de cursos, atualmente não concedidas aos inativos que retornaram às atividades. Outra solicitação é para que haja diferenciação no valor do provento recebido pelo CVMI, com percentuais distintos sobre o salário básico, desde soldado até 1º tenente, já que hoje o valor pago é igual para todos os postos e graduações, em torno de R$ 740,00.
 
O chefe do Estado-Maior da BM falou que a questão de correções na atuação do CVMI foi discutida há poucos dias, durante a reunião do Conselho Superior da Corporação, que reúne todos os coronéis. “É intenção do Comando-Geral valorizar o CVMI, temos que movimentar a máquina para um melhor incentivo financeiro aos policiais que retornam às atividades e vamos buscar uma negociação com o governo para isso”, afirmou o coronel Freitas.
 
Ele destacou que a intenção é que o CVMI passe a ter colocação na atividade-fim da Brigada, pois, pela legislação atual, esses policiais militares atuam, prioritariamente, na guarda de prédios públicos e patrulhas escolares. “Os que já são do CVMI deverão permanecer em suas funções, mas a proposta é para que os novos passem a integrar atividades do policiamento e de bombeiros”, explicou o chefe do Estado-Maior.
 
O subchefe parlamentar da Casa Civil, Cézar Martins, fazendo eco à fala do coronel Freitas, disse que é importante uma revisão no conceito do CVMI, e não apenas em pontos da legislação atrelados à questão financeira. A proposta de alterações na lei do CVMI já havia sido entregue à Casa Civil em 2012.
 
Com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da BM
Versão de Impressão
Deputados


Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul - Agência de Notícias
Praça Marechal Deodoro, 101 Térreo - Centro - Porto Alegre RS - Cep 90010-300 - Email: redacao@al.rs.gov.br - Telefone (51) 3210 2555 - Fax: (51) 3210 1226